Entre o som e o Silêncio

Entre o som e o silêncio....

John Lennon costumava afirmar que a vida é aquilo que acontece enquanto fazemos planos.
E foi mais uma destas passagens desta passagem maluca sobre o Planetinha Azul de Deus que pegou todos de calça curta na última semana.
Por mais que tentemos entender , perplexidade é o mínimo adjetivo que pode definir a sensação de pesadelo em relação ao passamento do Wander.
Só após uma semana deste que estou tendo força de explicitar meus sentimentos...
O Wander foi uma alma pra lá de iluminada que tivemos o privilégio de ter entre nós.
Um cara que teve como grande missão divulgar a música de guitarra , transformando radicalmente o conceito de tecnologia, técnica e aprendizado de nosso instrumento.
Ele era aquele cara que todos nós queríamos ser nos anos oitenta, um verdadeiro herói da guitarra, cujos solos ,som e presença de palco e vida “bigger than life” encantava a todos.
As recordações são muitas, as releituras de Steve Morse, os Racks de efeitos como só se via em clipes de bandas vindas da gringolãndia....
Meu primeiro contato com ele foi na primeira versão do IG&T no final dos anos oitenta, (contato similar ao que o Kiko Loureiro descreveu no seu blog) sempre uma figura gentil que transparecia querer o bem de todos; as aulas que tive com ele nesta época foram fundamentais para definir meu som de guitarra e pegada.
Quase dez anos depois ,por recomendação do René Moura da Royal, (que na época me patrocinava) tive a indicação para trabalhar com o Wander , na volta do IG&T.
Querer descrever o que foram estes anos em termos de luta, trabalho, alegrias e crescimento pessoal em algumas linhas seria pretensão de minha parte.
O fato é que acabei fazendo parte de um filme que sempre fui fã e espectador...
Graças ao Wander tive um crescimento pessoal, espiritual e profissional absurdo;esta era uma de suas maiores características : potencializar o melhor em seus próximos
Todavia meu maior choque e tristeza, reside no fato que perdi um de meus melhores amigos, alguém que convivi quase diariamente por 11 anos..
Mais do que pai de todos, catalisador de projetos e herói da guitarra, ele foi um amigo que sempre pude contar nestes anos todos.
Que fique conosco sempre a lição de acreditarmos em nossos sonhos e lutarmos por eles, pois foi sempre o que o Wander fez...

Paz my bro!!!!!

Bends up!!!!!

Oka

Nenhum comentário: